Com apenas uma abstenção e todos os outros votos favoráveis, os Policiais Civis de Pernambuco decidiram aprovar as contas do Sinpol relativas ao ano de 2018. A decisão foi tomada ontem (28), em Assembleia Geral realizada na sede do sindicato.

A atual gestão tem feito diversos esforços e com muito planejamento está conseguindo amortizar as dívidas deixadas pela anterior. Para se ter uma ideia do tamanho do problema, o prédio que sedia o Sinpol chegou a ser ameaçado de penhora. Além disso, as dívidas trabalhistas chegam a somar quase R$ 4 milhões, valores definidos a partir de uma decisão judicial que surpreendentemente contou com o testemunho do ex-presidente da entidade.

A situação é muito mais que estranha, já que o próprio ex-presidente era o responsável pelas irregularidades que hoje impactam as contas do Sinpol. Atualmente, mesmo com todas as dificuldades, as dívidas foram negociadas e os funcionários estão regularizados, como se espera de um sindicato – que essencialmente deve lutar pelos direitos da classe trabalhadora. A atual diretoria reforça seu compromisso em continuar organizando as contas do Sinpol com a máxima transparência, contando sempre com a ajuda e o acompanhamento da categoria.

#SindicatoForteQuemFazÉACategoria

Deixe seu comentário