Na última terça-feira (20), uma comitiva formada pela diretoria executiva do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol-AL) veio até a capital pernambucana prestar solidariedade aos presidente e vice-presidente do Sinpol-PE , respectivamente Áureo Cisneiros e Rafael Cavalcanti. Ambos enfrentam processos de demissão por contumácia, dispositivo administrativo que deveria ser aplicado a Policiais que comentam reiteradas faltas disciplinares, no exercício da função policial.

Para os colegas alagoanos, o caso revela uma intensa e escancarada perseguição política por parte do Governo do Estado, já que TODOS os processos disciplinares que Áureo e Rafael enfrentam, bem como os que arrolam o restante da diretoria, são em decorrência de uma estrita atuação sindical, denunciando as péssimas condições de trabalho dos policiais Civis em Pernambuco. “É obvio que Corregedoria da SDS tem sido usada para fins políticos e persecutórios nesse caso. Como, oficialmente, o Estado libera os colegas para a atividade sindical e o próprio Estado os persegue por isso? Diante desse grande absurdo, nos comprometemos a conclamar todos os Sindicatos de Policiais do país, assim como a Confederação Brasileira de Policiais Civis. Esse é um ataque a todos os sindicatos e aos Policiais Civis do Brasil”, afirma o presidente do Sindpol – AL, Ricardo Nazário.

Segundo a diretoria do Sinpol-PE, o saldo da visita foi extremamente positivo. O sentimento de injustiça é compartilhado, mas a solidariedade que vem sendo demonstrada endossa a luta encampada em prol dos Policiais Civis de Pernambuco. “A precarização da Polícia que investiga os crimes é uma das grandes causas para o descontrole da violência em Pernambuco. A sensação de impunidade cresce, toma conta do povo e estimula a criminalidade. Estávamos apenas lutando por mais condições para exercer o nosso trabalho, resguardando a população de tanta violência. Contudo, o Governador não só preferiu nos ignorar, mas decidiu nos punir por tentarmos contribuir com a segurança pública do nosso estado. Mas, apesar das dificuldades, estamos extremamente gratos pelo gesto de solidariedade dos colegas alagoanos. Atitudes como essa nos mostram que estamos no caminho certo”, avalia Áureo

Deixe seu comentário