A Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Nordeste (FEIPOL – NE) promove nesta sexta (07) e sábado (08), na Sede do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE), uma reunião extraordinária para tratar da auto-organização da entidade e das perseguições que os sindicalistas têm sofrido em seus respectivos estados.

O encontro aconteceria inicialmente no Ceará, mas de acordo com a atual direção da FEIPOL-NE, devido às ilegalidades praticadas pelo Governo de Pernambuco – que tenta demitir Áureo Cisneiros e Rafael Cavalcanti, respectivamente presidente e vice-presidente do SINPOL-PE, o encontro foi transferido para o Recife.

A programação do evento foi aberta com análises da conjuntura brasileira, nas quais também se abordou as perseguições políticas supracitadas. Na oportunidade, os professores universitários, Artur Stamford e Bruno Campello (ambos doutores em direito), ainda apresentaram uma pesquisa científica que, segundo eles, comprova um acentuado e sistemático processo de perseguição política aos dirigentes do SINPOL-PE por parte do Governo de Pernambuco.

Além disso, os representantes sindicais de todos os estados do Nordeste deliberaram pela convocação do próximo congresso da entidade, que acontecerá nos dias 06, 07 e 08 de fevereiro, novamente em Pernambuco. O estado foi escolhido como sede porque uma grande manifestação contra as perseguições que tem atingido Áureo e sua diretoria fará parte da programação oficial do evento.

Deixe seu comentário