Mais uma vitória para a equipe de Assessoria Jurídica do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco. A 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital concedeu liminar em prol de uma Escrivã de Polícia que havia sido demitida injustamente após processo administrativo disciplinar. A justiça determinou que o Estado de Pernambuco não aplique qualquer penalidade ligada ao PAD instaurado em desfavor de Escrivã de Polícia, no qual foram encontradas uma série de irregularidades.
Na prática, a decisão judicial reverte a demissão injustamente aplicada a Escrivã de Polícia. Infelizmente a liminar deixa claro, mais uma vez, as ilegalidades e arbitrariedades cometidas pela Corregedoria Geral da SDS, que usualmente se utiliza de abuso de poder e de desvio de finalidade nas apurações dos processos administrativos instaurados em desfavor dos Policiais Civis de Pernambuco.
Da decisão cabe recurso.

Deixe seu comentário