O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) vem a público manifestar seu apoio irrestrito e solidariedade à luta dos Policiais Civis e Militares do Rio Grande do Norte. No exercício de seus direitos, a categoria segue em estado de greve enquanto o Governo do Estado do RN não dá qualquer sinal de cumprir o calendário de pagamento dos profissionais.
É importante ressaltar que o legítimo movimento grevista foi deflagrado depois de exaustivas tentativas de negociação, mas em nenhum momento os interesses companheiros Policiais Civis e Militares do RN foram levados em consideração. Desde o dia 19 de dezembro eles cobram os pagamentos dos salários de novembro, dezembro e 13º terceiro do ano passado além de condições de trabalho decentes para a categoria
Toda a diretoria do SINPOL-PE repudia veementemente, ainda, a decisão judicial antidemocrática do Desembargador Cláudio Santos, que determinou a prisão de policiais envolvidos no movimento paredista mais do que justo e regular, reduzidos os companheiros à condição de bandidos por lutar pelos seus direitos. Ao agir da forma omissa como te feito, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte demonstra grande desprezo não só com os policiais, mas com toda a população potiguar, que está sofrendo com a falta de policiamento nas ruas.
Nós, do SINPOL-PE, sabemos muito bem o que é trabalhar em péssimas condições de trabalho e se deparar com um Governo que não tem a segurança pública como prioridade. Essa luta é uma luta de todos os cidadãos, não só do Rio Grande do Norte, mas de todo o País, por uma Polícia Civil mais fortalecida, capaz de solucionar crimes. Para isso é inevitável a valorização do policial enquanto ser humano e trabalhador, dando-lhes mínimas condições de trabalho.
O SINPOL-PE é solidário aos policiais do Estado do Rio Grande do Norte e deseja uma boa luta no movimento coordenado pelo SINPOL-RN.

Deixe seu comentário