O Sinpol recebeu com indignação e repúdio o bloqueio de R$ 90 mil das contas do sindicato, determinado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), na tarde esta quinta-feira, 9 de julho. A decisão do desembargador José Fernandes de Lemos, atendendo à liminar pedida pelo Governo do Estado, é uma tentativa de asfixiar financeiramente o movimento dos policiais civis e de diminuir a luta da categoria.

banner sinpol ajude

Essa investida contra o Sinpol denuncia o total desespero político do Governo Paulo Câmara. É chegada a hora de todo o movimento sindical pernambucano, assim como entidades e setores da sociedade civil, impedirem essa judicialização e escalada conservadora contra as representações dos trabalhadores.

A justiça social e econômica reivindicada pela sociedade brasileira tem na luta sindical um forte pilar de sustentação e a perseguição ao movimento sindical denuncia um viés autoritário e inaceitável no momento político que vivemos hoje em nosso país.

O Sinpol vai lutar contra isso. Não aceitamos a tentativa de calarem nossa voz e vamos reagir com mais luta, mais reivindicação democrática e mais união da categoria.

Na próxima quarta-feira, 15 de julho, conclamamos policiais civis, servidores públicos e demais trabalhadores pernambucanos a participar do ato político “Movimentos Sindicais e Sociais em Defesa da Democracia”, na praça do Derby a partir das 10 horas da manhã.

Chamamos policiais civis e pernambucanos que se solidarizarem com a luta encabeçada pelo Sinpol e a realizar doações financeiras em qualquer quantia para permanecermos na luta, em favor dos policiais civis, da Segurança Pública e do povo pernambucano.

 

A DIRETORIA DO SINPOL

Polícia Civil, patrimônio do povo pernambucano!

 

SINPOL

BANCO DO BRASIL

AGÊNCIA: 0007-8

CONTA CORRENTE: 7875-1

CNPJ: 24.132.318/0001-94

Discussão7 Comments

  1. Osmar silva santiago

    O governo agora não tem mais a desculpa de que o cenário econômico de Pernambuco é incerto, a Petrobras volta a investir na Refinaria, injetando 1.4 bilhão para que a refinaria seja concluída e trabalhe a todo vapor em 2018, significa entrada de impostos, de empregos que fortaleceram a economia de Pernambuco, não há motivo para se falar em insegurança futura da economia pernambucana, portanto é perfeitamente viável negociar com os policiais civis.

  2. Então, meu caro Áureo… É partir para GREVE e parar tudo. Os plantões, inclusive. Na época de Arraes, vocês só conquistaram com quase 90 dias de greve. A sociedade já está do lado de vocês. A sociedade já tem conhecimento da precariedade e do sucateamento da Polícia Civil de PE. O que mais o sindicato está esperando?
    Vocês têm que fazer o Governo chamar vocês e não vocês ficarem chamando o Governo, pois o Governo não vai abrir as portas. Mas, se começarem a incomodar no quintal, ele abre a porta e chama para “conversar”.
    É lógico que o Governo não vai dar tudo de uma vez. Até porque isso chama atenção de outras categorias. Mas, ele pode escalonar percentuais até o final do seu mandato, fazendo correções nas diversas distorções que há no PCC de vocês, amarrando por lei o escalonamento da seguinte forma: 40% em 2016; 40% em 2017 e 45% em 2018.
    Isso é só uma sugestão.

  3. Vamos mostrar a esses “deuses” pernambucanos” que eles não podem tudo. Acham que podem. Vamos ao STJ e, se preciso, ao STF. E, quanto mais eles tentam sufocar o movimento legítimo, nós responderemos à altura.

  4. Qual motivação para o bloqueio da conta? O incômodo está sendo grande. Se um policial incomoda muita “gente”, dois mil policiais nas ruas, protestando, incomodam muito mais.

  5. osmar silva santiago

    Como já comentei antes, primeiro o governo vai empurrar com a barriga o máximo possível, para tirar as esperanças dos policias e depois querer oferecer uma migalha, não podemos aceitar migalhas, temos que fortalecer o movimento, que conscientizar os policiais a não trabalharem e desacordo com a Lei, não executarem tarefas diferentes de seus cargos, desta forma as planilhas ficarão vermelhas como vermelho está nosso salario, então para que as planilhas voltem a ficar azuis primeiro que nossos contracheques fiquem azuis. Nada de escrivão fazer relatórios de IPs nem oitivas sozinho, ou flagrantes sozinhos, nada de agente ficar fazendo TCO é trabalho de escrivão, nada de agente ficar dando uma de escrivão ad-hoc, não é esta a atribuição dele, nem escrivão participar de operações de cumprimento de prisões, a classe tem que ter esta consciência e não deixar este momento ser desperdiçado. A central de Plantões é um dos pontos fracos do governo, tem que haver visitas constantes lá para ver se os delegados estão mesmo cumprindo seu papel e ver se escrivães não estão trabalhando no piloto automático, e ainda coibir a sobrecarga de trabalho, pontos estratégicos como a Central de Flagrantes e o IML e algumas delegacias especializadas, devem ser constantemente monitoradas, e os policiais precisam disponibilizar tempo para ajudar nesta tarefa, pois será uma luta que trará resultados positivos.

  6. LYNALDO MARCOS DE ALBUQUERQUE LACERDA

    Caro amigo , irmão , Aureo Cisneiro ! venho como companheiro de classe parabenizá-lo pelo desempenho que vem tendo na condução do nosso movimento reivindicatório. Quero de pronto deixar claro para os que estas linhas direcionarem o interesse em lê-las.Que, os nossos administradores público não tem interesses no fluir de uma segurança pública de qualidade , porque buscar o contrário é interessante, desta feita, eles podem ditar o delinear politico partidário ao seu bel prazer do poder de baganha,se não vejamos; Uma sociedade organizada politicamente traz consigo os ditames dos direitos e deveres.Então, coloca-se as indicações de acomodação , previlegiando um grupo , em detrimento da maioria .O direcionamento adotado no ãmbito sindical é de tudo digno e legal.Tomar como base os dizeres dos gestores que estão no leito de acomodação , sempre vai despojar o desgaste impulsivo do comprometimento social , pois , para os mesmos nada vale no pleno direito do cidadão.Então, continuemos com o nosso movimento plausível e conclamando ainda mais a sociedade pernambucana, para um diálogo que abranja os desejos sociais .Vale ressaltar que , não só no ãmbito da segurança , como também , da saúde e da educação.Vai aqui a título de sugestão do nosso movimento : porque não freguentarmos algumas escolas pública , postos de saúde , hospitais e repartições , bem como , outros segmentos da sociedade para mostrarmos porque estamos fazendo ato público e mostrar também a situação da nossa polícia , chamando atenção dos alunos , professores , bem como , dos pais.Isso porque , talvez só tomem conhecimento dos nossos atos através de declarações distorcidas da pura verdade.Onde poderemos mostrar números que não são mascarados e sim verdadeiros.E , como você nos nossos atos diz , essa é a minha polícia , então um abraço e vamos a luta , até quarta-feira 15 de julho de 2015. LYNALDO MARCOS .

  7. É muito engraçado o que se vê, a política favorecedora para uns e outros não, na assembléia legislativa existe politicos da nossa classe que no início do ano foram privilegiado com aumento, postanto não se observa eles manifestarem-se a favor da luta desta classe, mas caso a classe seja favorecida eles também são favorecidos. O governo acha que dono do dinheiro povo, mete os pés pelas mãos, faz o que quer e acha certo, mais quando se trata de aumento para o funcionalismo ele se apega a lei de responsabilidade fiscal, porque ele não pediu a compreensão dos deputados, não vetou o aumento que iria onerar a folha de pagamento.

Deixe seu comentário