Mais uma vítoria para os associados. Desta vez, uma conquista pioneira foi alcançada pelo SINPOL, por meio da assessoria jurídica da entidade.
A luta teve início quando uma policial civil, mãe de duas crianças que sofrem com o Transtorno do Espectro Autista, deu entrada num processo no 4º Juizado Especial da Fazenda Pública da Capital, pedindo a redução da carga horária de trabalho para que pudesse cuidar das filhas. Na última semana, os advogados do SINPOL conseguiram que fosse reduzida a carga horária da associada em 50% sem prejuízo dos seus vencimentos, nem compensação de jornada até a maioridade das filhas.
A sentença representa uma vitória não só de uma policial, mas também para as mães servidoras públicas que passam pelo mesmo problema e que enfrentam a difícil tarefa de cuidar dos filhos com qualquer tipo de deficiência e ainda precisam trabalhar para manter a família.

Deixe seu comentário