Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco – SINPOL vem externar solidariedade aos familiares e amigos do Agente Penitenciário Roberto Murilo, que teve sua vida ceifada no início desta segunda-feira, 19 de março, durante tentativa de fuga do Presídio ASP Marcelo de Araújo (Pamfa), que fica dentro do Complexo do Curado, bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife.

A morte é um alerta para a falta de efetivo dentro das unidades prisionais. Na ocasião havia apenas um agente na permanência e outros cinco em todo o presídio, número insuficiente de servidores públicos para a quantidade de presos. O agente penitenciário Roberto Murilo Almeida de Oliveira, de 37 anos, chegou a ser socorrido para o Hospital Otávio de Freitas (HOF), mas não resistiu ao ferimento e morreu. Ele deixa a esposa grávida e um filho.

Deixe seu comentário