Na última sexta-feira (7) fomos surpreendidos pela publicação de uma portaria que tornava pública a punição de diversos Policiais Civis de Pernambuco com a perda de 1/3 de seus respectivos salários, simplesmente por se identificarem como Policiais e solicitarem isenção na taxa de um determinado pedágio.

A desmedida determinação da Secretaria de Defesa Social só evidencia mais uma vez o processo sistemático de perseguição dispensado por parte do Governo aos Policiais Civis de Pernambuco. A punição se ampara no argumento de que os Policiais não estariam em serviço para solicitarem a isenção da taxa cobrada pelo acesso à via pedagiada. Mas desafiamos o governo a apresentar qualquer legislação que vede esse tipo de solicitação.

O fato é que caso o Governo estivesse realmente interessado em agir corretamente e não simplesmente intimidar, perseguir e punir os Policiais Civis, ações educativas com relação ao tema seriam planejadas. “Estamos diante de mais um absurdo praticado pelo governo contra os Policiais Civis de Pernambuco. Trata-se de um costume histórico dentro dos órgãos policiais, mas eu, particularmente, nunca vi uma palestra, uma campanha ou mesmo uma circular abordando o tema. Além disso, a medida é desproporcional e fora de qualquer razoabilidade”, afirma o Presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros.

Deixe seu comentário