A Diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, em mais uma demonstração de sua disposição ao diálogo no intuito de melhorar as condições dos Policiais Civis para prestar um melhor serviço à população pernambucana, se reuniu na tarde da última sexta-feira, 11 de maio, com o Secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, e o chefe da Polícia Civil, Joselito Kehrle. No encontro, trataram sobre alguns pontos relativos a melhorias na Polícia Civil.

O Sinpol apresentou a necessidade do aproveitamento de todos os aprovados no último concurso, de todos os cargos, diante da enorme falta de efetivo que a categoria padece e que atrapalha muito o andar das investigações dos crimes em nosso Estado.

Também reforçamos a urgente necessidade de se restabelecer as atribuições dos Peritos Papiloscopistas e Auxiliares de Perito e Legista, dando mais dinâmica e celeridade às perícias, fundamentais para a resolução dos crimes.

Tratamos também do dossiê sobre a situação estrutural das unidades da Polícia Civil, que será finalizado e entregue em breve à SDS com apontamentos de sugestões para a consequente melhoria nas condições de trabalho, propiciando aos policiais maior capacidade de realizar as investigações, combatendo mais eficazmente a criminalidade que assola brutalmente o povo pernambucano.

O Secretário Antônio de Pádua mostrou-se disposto a dialogar e reunir esforços para diminuir a violência em nosso Estado. Ouvimos dele o compromisso em convocar o quanto antes uma nova academia com todos os remanescentes assim que haja margem no limite estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal e dentro da limitação de cargos vagos estipulados em Lei e da quantidade de remanescentes; que cumprirá as determinações judiciais e que pretende dialogar para solucionar os problemas entre os setores de perícias da Polícia Civil, buscando a integração; e que irá se debruçar sobre os apontamentos do nosso dossiê para, dentro da possibilidade financeira, solucionar os problemas descritos no documento a ser entregue pelo sindicato.

O presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, avaliou assim o encontro: “Esperamos que a boa conversa se converta em ações, para o fortalecimento de toda a categoria e melhoria do serviço prestado pelos Policiais Civis ao povo de Pernambuco. Continuaremos cobrando”.

Deixe seu comentário