Nossa Campanha Salarial começa em:

Dias

Horas

Min

Seg

Atendendo a inúmeras solicitações de Policiais Civis de todo o Estado, que se contaminaram em operações policiais, o SINPOL ajuizou ação pedindo a suspensão das Operações de Repressão Qualificada (ORQ’s) no âmbito da Polícia Civil, enquanto durar a pandemia, ou, pelo menos, durante o seu auge. Caso as mesmas sejam imprescindíveis, que somente sejam convocados os Policiais Civis que testem negativo para a COVID-19, ou que somente venham a ser convocados para as ORQ’s após receberem todas as doses da vacina.
Além da ação judicial, o SINPOL também solicitou à Chefia de Polícia Civil um posicionamento para suspender essas operações. Afinal, os policiais estão se contaminando e morrendo mais do que os profissionais de saúde e ainda não se tem perspectiva de serem vacinados aqui em Pernambuco, embora tenham feito movimento no último dia 18, pela vacinação imediata da categoria, que morre hoje muito mais pela COVID-19 do que pelas mãos da criminalidade, e até então, não há qualquer tipo de resposta ou suporte do Estado. Pelo contrário, vemos o Governo obrigar gestantes e lactantes a voltarem aos serviços, juntamente com policiais que tenham comorbidade, com exceção daqueles que estão em estado gravíssimo.
Na ação, o sindicato requereu ainda ao Estado de Pernambuco informações de todas as ORQ’s realizadas após a decretação de Estado de Calamidade Pública em 20/03/2020, devendo ser informado data e hora de início e encerramento de cada ORQ realizada e que se comprove que foram seguidos protocolos de saúde vigentes que visam a redução de contaminação pelo coronavírus pelos Policiais Civis participantes.

No despacho nesta segunda-feira (29/03), a Justiça determina que o Estado se pronuncie em até 5 dias.

 

Confira os comprovantes de ofício e ajuizamento:

Doc-Mar-25-2021-1

Comp-ajuizamento

Deixe seu comentário