A 6ª Promotoria de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), em Caruru, teve uma reunião com membros do Sinpol e do Governo no último dia 15 de junho para discutir a precariedade das instalações da 90ª Delegacia de Polícia do município. O vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcanti, denunciou que a situação de descaso se repetia em delegacias de outros municípios, visto que as DPs em sua maioria são adaptações de residências que servem como delegacia.

O diretor da DINTER (Diretoria Integrada do Interior), Darley Timóteo, reconheceu que “a delegacia não tem a mínima condição de continuar funcionando no local em que se encontra”. Os representantes da Secretaria de Defesa Social estipularam o dia 02 de novembro deste ano para a conclusão das melhorias da 90º Delegacia de Polícia. A SDS também prometeu que em até noventa dias vai providenciar a transferência da 90º Delegacia para a Área Integrada de Segurança, localizada no 4º BPM.

Antes do início das obras, em um prazo de quinze dias, a SDS deverá encaminhar uma equipe de manutenção para avaliar e corrigir as instalações elétricas do prédio. Também foi registrada em ata a realização de trabalhos de limpeza do pátio da Delegacia e da estrutura física, bem como a volta do fornecimento de água mineral para consumo que não estava chegando até a unidade.

No início do mês, o Sinpol enviou ofício ao Secretário de Defesa Social, solicitando coletes balísticos (em condições de uso); munições e outros equipamentos. O Sinpol continuará lutando por benefícios para a categoria e melhorias necessárias na realização de seu trabalho, bem como lutar por uma remuneração justa, já que hoje o policial civil de Pernambuco recebe um dos piores salários do país.

Discussão1 Comment

  1. O problema de falta de água para beber se repete em todas as Delegacias de Caruaru, inclusive na Delegacia de Plantão. Nesta Delegacia, assim como em todas, os policiais têm que comprar a água para beber, ou seja, pagar para trabalhar. Uma negligência do Estado. Este é um dos inúmeros problemas que precisam ser corrigidos com urgência.

Responder Para Paulo André Cancelar Responder