Nossa Campanha Salarial começa em:

Dias

Horas

Min

Seg

No último dia 04, o SINPOL-PE encaminhou ofício à Chefia de Polícia sobre PJE, PCPE virtual e acúmulo de funções para os colegas Escrivães. Solicitamos assim que os servidores se resguardem da sobrecarga de trabalho, comuniquem aos chefes e ao sindicato. Você pode conferir clicando aqui!

Qualquer dúvida referente ao assunto, o sindicato está à disposição para esclarecer. Vamos à luta pela valorização do Policial Civil e contra a sobrecarga de serviço!

MODELO DE SEI A SER ENCAMINHADO AO CHEFE IMEDIATO NARRANDO AS DIFICULDADES DO PJe.
Atenção: o Policial pode ajustar de acordo com a sua realidade e necessidade.

MODELO:

Cumprimentando-o cordialmente, sirvo-me do presente para solicitar gestões no sentido de solucionar as problemáticas do sistema PCPE- VIRTUAL. Esclarecemos que o sistema em questão tem apresentado extrema lentidão e muitas vezes, encontra-se inoperante, o que tem causado grande atraso nos trabalhos a serem desenvolvidos na Unidade Policial.

Informo que documentos que não necessitam de qualquer edição, apenas criação, chegam a levar quinze minutos para serem confeccionados, ou seja, se formos avaliar a lavratura de um auto de prisão em flagrante delito, podemos levar até quarenta e cinco minutos para fazer apenas as comunicações para juiz, defensor e promotor, sem levar em consideração as demais peças. Desta forma, faz-se necessário avaliar o dia a dia de uma Delegacia que elabora diversas oitivas, expedições de documentos e lavraturas de auto de prisão em flagrante delito, e tal lentidão tem acarretado diretamente na produtividade.

Essa realidade tem dificultado o trabalho e causando alto nível de estresse nos profissionais que o utilizam, tendo em vista, que o trabalho acumula nas mesas dos profissionais e as pessoas que necessitam de atendimento, se avolumam na delegacia enquanto esperam para serem atendidas. No que concerne às turmas de plantão, muitas vezes, a polícia militar tem esperado durante horas para que seja concluso um procedimento simples, como um termo circunstanciado de ocorrência, permanecendo durante horas na Unidade Policial, enquanto poderiam estar presentes nas ruas combatendo o crime de forma ostensiva.

Além disso, com a implementação do PJe nas unidades da PCPE, os Policiais Civis estão a realizar um duplo trabalho: fazer o trabalho da PCPE e cadastrar no sistema do TJPE. Especialmente os Escrivães de Polícia encontram-se em situação de terem que “confeccionar” dois procedimentos, pois além da dificuldade da PCPE em solucionar o PCPE virtual, estão se debruçando sobre a falta de equipamentos (impressoras, scanners, etc) e pessoal (nos plantões, não há servidor suficiente para fazer esse serviço) para dar conta do serviço. Os Policiais estão a adoecer e, se nada for feito, em breve teremos um colapso na saúde física e mental dos Policiais Civis.

Diante do exposto, solicito providências dos gestores da Polícia Civil de Pernambuco.

Deixe seu comentário