O SINPOL enviou nesta sexta-feira, dia 14/01, oficio ao Secretário de Defesa Social sobre uma eventual escala diferenciada para alguns cargos da Polícia Civil, que poderia, em tese, se apresentar como um “privilégio” para alguns servidores em detrimento de outros. Para o presidente do Sindicato, Rafael Cavalcanti, o SINPOL não admitirá que haja tratamento diferente entre os Policiais Civis. A princípio, tal tratamento “privilegiado” estaria ocorrendo entre servidores lotados na “GGPOC”.

Segundo informações, enquanto os auxiliares de peritos e os auxiliares de médicos legistas teriam que cumprir a carga horária estipulada em lei (40 horas por semana ou plantão de 24X72), para os policiais civis dos cargos de médico legista e perito criminal teriam uma carga horária menor que os demais servidores. Portanto, o SINPOL acompanhará o SEI e cobrará as providências cabíveis, caso se confirme a denúncia apresentada à Secretaria de Defesa Social.

Deixe seu comentário