Nossa Campanha Salarial começa em:

Dias

Horas

Min

Seg

Na manhã de ontem (11), no Monumento Tortura Nunca Mais, o SINPOL-PE participou de ato realizado por LIDERANÇAS E MILITANTES DE MOVIMENTOS SOCIAIS E SINDICAIS em defesa do companheiro Áureo Cisneiros, por sua demissão arbitrária, publicada no Diário Oficial do Estado, no último dia 05.

Em sua fala o presidente do Sinpol-PE, Rafael Cavalcanti, externou sua indignação pela demissão do companheiro Áureo Cisneiros. “O recado que o governo deu com a demissão do companheiro Áureo foi: Não! Vocês não podem reclamar. A sua instituição ela tem que ter um cabresto e se vocês insurgirem contra isso, vocês vão ser demitidos. A diferença é que acho que eles não estão acostumados a lidar com gente com tanta disposição feito Áureo e feito essa direção do Sinpol que tem mais de 50 processos administrativos pelas mesmas coisas, por lutar por Justiça pela nossa categoria e por uma segurança pública de qualidade”, ressaltou Rafael Cavalcanti.

Grato pela participação de todos, Áureo Cisneiros destacou que a luta apenas começou e que a atitude do Governo é uma violência contra a liberdade sindical.

Durante o ato, foram puxadas pelas lideranças as palavras de ordem: ” Queremos a reintegração de Áureo”. Além da diretoria atual do Sinpol-PE, estavam presentes vários policiais civis, ex-diretores e o ex-presidente Claudio Marinho. Dentre as instituições e os vários coletivos de movimentos sociais e sindicais, estavam presentes: Aurora Filmes, CSP Conlutas, CUT, Sindguardas, Sinpere, Sintepe, Sindicatos dos Rodoviários, Deputada Federal Marília Arraes, vereadora Liana Cirne (PT) e Dani Portela(PSOL), Juntas Co-Deputadas, Carol Vergolino e Cátia Cunha (PSOL), STU, Movimento Luta nos Bairros ( MLB), Frente Nacional de Luta Campo e Cidade, Sindicato dos Técnicos dos Eletricitários- Setete, Sintrac- Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, Sindetran, Coletivo Educação contra o Fascismo, Coletivo Policiais Antifascismo, Movimentos Urbano dos Trabalhadores Sem Teto ( MUST), etc.

O Sinpol-PE agradece a participação de todos e seguirá na luta em defesa da reintegração do companheiro Áureo Cisneiros e em favor da liberdade sindical, convocando toda a categoria para o Ato/Assembleia para o dia (18/01), às 10h, em frente a Chefia da Polícia Civil com todos os Sindicatos de Policiais Civis, federações e a Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL).

Deixe seu comentário