O SINPOL-PE vê com grande preocupação o cenário de aumento da criminalidade, e permanece tentando o diálogo com o Governo do Estado para sanar as necessidades funcionais e profissionais da categoria a fim de fornecer a sociedade pernambucana uma melhor segurança pública.

O balanço da SDS divulgado recentemente na imprensa local, mostra que há um aumento no número de homicídios no acumulado de 8 meses ao longo desse ano, sendo o maior índice na capital pernambucana. Diante deste grave cenário o SINPOL-PE, destaca com preocupação que a tendência do quadro é se agravar em virtude dos Policiais Civis estarem na Operação Polícia Cidadã, ou seja, fazendo os serviços que não podem deixar de ser feitos segundo a lei, e não mais acumulando a função de executar o que é trabalho a serem feitos pelos delegados.

Um outro aspecto é a deficiência estrutural em que a Polícia Civil se encontra, com uma grave falta de efetivo.

PORTARIA CONVOCA DELEGADOS PARA PLANTÃO – A própria SDS comprova que os serviços estão sendo afetados por conta do amadorismo da Segurança Pública no Estado, que está agora mais do que provado, através da portaria EM ANEXO, que os plantões baseiam-se, única e exclusivamente, na voluntariedade do Policial Civil em VENDER SUA HORA DE FOLGA.

Nós já sabemos que, da mesma forma como foi feito com os delegados, os Agentes, Comissários e Escrivães também serão convocados para poder compor esses plantões, e serão retirados dos serviços ordinários no expediente das delegacias, que são onde se realizam as investigações, e deslocados para suprir a deficiência dos Plantões.

Lamentável essa situação em que chegamos na Segurança Pública. O SINPOL esclarece que continua aberto e à disposição para sentar e discutir a situação dos Policiais Civis de Pernambuco.

Deixe seu comentário